Fim da CPMF

José Agripino liderou, em 2007, no Senado, a luta pelo fim da Contribuição sobre Movimentação Financeira (CPMF).

José Agripino liderou, em 2007, no Senado, a luta pelo fim da Contribuição sobre Movimentação Financeira (CPMF). Sempre contrário a qualquer aumento da carga tributária – que sufoca o setor produtivo e o contribuinte -, o líder do DEM reuniu parlamentares de diversas legendas, apresentou dados de arrecadação do governo federal, e mostrou que o Brasil poderia abrir mão de mais um imposto que pesava no bolso do cidadão. O esforço foi positivo. Em dezembro de 2007, os senadores votaram pela extinção da CPMF. “Minha postura contrária à prorrogação do tributo deveu-se ao meu compromisso de incentivar o crescimento nacional”, frisou. “A alta carga tributária é um dos principais motivos do baixo desenvolvimento do Brasil”, acrescentou o senador, que sempre lutou pelo corte de gastos desnecessários do governo.