Internet livre

“Se há um veículo de comunicação que é livre é a internet. A pessoa pode se conectar a qualquer hora”.

Como um dos parlamentares mais “tecnológicos” do Congresso, o senador José Agripino esteve na linha de frente dos debates da lei eleitoral que permitiram o uso livre da internet a partir das eleições de 2010. Consciente de que qualquer tipo de restrição nas redes online é tecnicamente inviável, Agripino afirmou que a internet pode ser uma ferramenta importante para a consolidação da democracia. “Se há um veículo de comunicação que é livre é a internet. A pessoa pode se conectar a qualquer hora”. Dessa forma, na discussão da reforma eleitoral ocorrida em 2009, defendeu e orientou seu partido a votar a favor do uso da internet sem restrições nos períodos eleitorais, contanto que fossem garantidos o direito de resposta e vedado o anonimato.